Jaca: uma alternativa nutritiva e cheia de benefícios para alimentação em tempos de mudança climática


A fruta tem propriedades antioxidantes, fortalece a imunidade e aumenta energia

Que o consumo de frutas faz muito bem à saúde nós sabemos. Só que algumas frutas não são tão usuais na dieta, como kiwi, lichia, figo, romã e jaca… Mas deveriam ser. Embora comum em território nacional, a jaca é alvo de certo preconceito devido ao seu aroma forte e à viscosidade que tiram o apetite de certas pessoas.

A jaca vem sendo apontada por pesquisadores da Universidade de Ciências da Agricultura em Bangalore, Índia, como uma boa alternativa para a alimentação humana diante dos atuais desafios causados pelas mudanças climáticas. O Banco Mundial e as Nações Unidas advertiram recentemente que o aumento das temperaturas e chuvas escassas já causam redução em colheitas de trigo e milho, o que pode levar a guerras por alimento daqui a uma década, em média.

O fruto da jaqueira, notável pelo seu tamanho, cresce facilmente e resiste a pragas, altas temperaturas e a secas, além de possuir incrível quantidade de nutrientes. Cerca de dez ou doze gomos da fruta são suficientes para alimentar uma pessoa por metade de um dia.

A jaca (Artocarpus integrifólia L), a maior de todas as frutas cultivadas, é nativa da Ásia (Tailândia, Indonésia, Índia, Filipinas e Malásia). Ela é da família Moraceae, a mesma do figo e da amora, comum em regiões tropicais.

A jaqueira produz até 100 frutos por ano, que podem variar de três até incríveis 37 quilos! Alguns dos seus componentes são: fibras, cálcio, potássio, ferro, vitaminas A e C, fósforo, magnésio, carboidratos e vitaminas do complexo B, principalmente B2 (riboflavina) e B5 (niacina). Foi trazida ao Brasil pelos portugueses e se adaptou facilmente ao nosso clima, sendo cultivada em toda a região amazônica e costa tropical brasileira, do Pará ao Rio de Janeiro. A época do fruto é no período de dezembro a abril.

A fruta é classificada em duas variedades de acordo com a consistência da polpa dos frutos: a jaca dura, que apresenta a polpa firme e frutos maiores e a jaca mole, que possui frutos menores e macios, porém mais doces.

Consumo

O teor calórico é de, em média, 94 calorias pra cada 100 gramas. O consumo mais comum da fruta é in natura (ao invés de desidratada, por exemplo), mas pode ser comida fresca, em saladas de frutas, compotas, xarope, geleias, cristalizada e em doces diversos. Vegetarianos e veganos apreciam a chamada “carne” de jaca, que consiste no fruto verde cozido e desfiado. Se você frequenta o circuito gastronômico vegetariano, já pode ter visto por aí barraquinhas com coxinhas de jaca ou “carne” louca feita com o fruto. Receitas novas apresentam a jaca até em formato de chips crocantes.

A maioria das pessoas descarta as sementes, mas elas também são muito nutritivas: com 22% de amido e 3% de fibra alimentar. Podem ser consumidas assadas, torradas, cozidas ou em forma de farinha (uma alternativa de proteína alimentar que pode ser utilizada em diversas receitas). Lembrando que as sementes frescas não podem ser mantidas nesse estado por muito tempo.

Por possuir grande concentração de carboidratos (cerca de 22%), a jaca apresenta um grande potencial para a fabricação de bebidas alcoólicas. Na Índia, é popular uma aguardente feita a partir da fermentação de sua polpa.

Benefícios

Em diferentes partes do fruto, ela possui componentes com efeitos funcionais e medicinais que aguçam o interesse da comunidade científica, como os antioxidantes que neutralizam radicais livres e previnem diversas doenças. Possui ainda fitonutrientes diversos: lignanas, isoflavonas e saponinas que oferecem benefícios à saúde, com capacidade de combater cânceres (de cólon e de pulmão), pressão alta, úlceras e outros transtornos intestinais, envelhecimento celular e perda da massa óssea. O potássio também otimiza a parte óssea e de quebra melhora as funções muscular e nervosa.

Ele também contém niacina, a chamada vitamina B3, necessária para o metabolismo energético, nervoso, e síntese de certos hormônios. Uma porção de 100 g de polpa de jaca possui cerca de 4 mg de niacina. A dose diária recomendada de vitamina B3 é de 16 mg em homens e 14 mg em mulheres.

Contém vitamina C, famoso antioxidante que protege o corpo contra os radicais livres, fortalece o sistema imunológico, e mantém a saúde das gengivas. Já as folhas da jaqueira têm potencialidades de curar febre, furúnculos e doenças de pele.

Não para por aí

Veja outros benefícios bem legais que a jaca pode proporcionar:

Ajuda o funcionamento intestinal e previne o câncer de colon

Por ser rica em fibras, cerca de 3,6 gramas em 100 gramas de fruto, a jaca previne a constipação e reduz os sintomas de hemorroidas. Além disso, a jacalina (é uma lectina presente nas sementes) apresenta efeito anti-proliferativo sobre células de câncer de cólon.

Aumenta sua energia

Jaca contém frutose e sacarose, que dá ao corpo a energia que ele necessita.

Boa para a saúde cardiovascular

O potássio da jaca (303 mg a cada 100 g) ajuda na redução da pressão sanguínea e reverte efeitos do sódio que aumentam a pressão arterial e afetam o coração e vasos sanguíneos. Assim, o fruto auxilia na prevenção de doenças cardíacas e derrames. A vitamina B6 reduz os níveis de homocisteína do sangue, diminuindo risco de doenças cardíacas.

Controle da asma

Há algumas pesquisas que mostram que se você ferver a raiz da jaca e consumir o extrato, você pode diminuir os seus problemas de asma.

Previne anemia

Jaca contém cerca de 0,5 mg de ferro em 100 g de fruto. Isso auxilia na prevenção da anemia e também ajuda na circulação sanguínea adequada. Além disso, possui vitaminas A, C, E, K, niacina, ácido fólico, ácido pantotênico, vitamina B6 e minerais como cobre, manganês e magnésio, que têm papel fundamental na formação do sangue. Por ser rica em vitamica C, a jaca também aumenta a capacidade de absorver ferro.

A manutenção de uma glândula tireóide saudável

O cobre desempenha um papel importante no metabolismo da glândula tiroide, especialmente na produção e a absorção de hormônios; sendo uma ótima fonte desse mineral.

Ossos mais fortes

O fruto é rico em magnésio, com 27 mg em 100 g de fruta jovem e 54 mg em 100 g de semente. O magnésio, por sua vez, auxilia na absorção do cálcio, fortalecendo o osso e evitando perturbações relacionadas, tais como a osteoporose e a artrite.

Contra o envelhecimento de sua pele

Os antioxidantes presentes na jaca ajudam a retardar o envelhecimento, e a água presente no fruto auxilia na hidratação da pele. Além disso, sua vitamina C participa da produção de colágeno.

Saúde para a sua visão

A vitamina A presente no fruto protege seus olhos dos raios UV e previne catarata. Devido a seu efeito antioxidante, ela é eficaz para evitar a degeneração da retina.

Fonte: Wiley Online Library e The Guardian




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *